segunda-feira, 29 de setembro de 2014

No dia que eu saí de casa...


Luiza!
Um dia eu tbm sai de casa.  Deixei pra trás minha mãe e pela frente uma estrada florida me esperava.  Minha mãe esteve do meu lado, comprou tudo o que eu precisava e o que não precisava tbm.  Você conhece sua avó!  No portão da minha casa nova me abraçou chorando e falando que só queria que eu fosse feliz!
Eu estava ficando em outra cidade e ela voltaria para SP.  
Você eu eu não nos despedimos.  Moramos a cinco minutos de carro uma da outra.  Não desejei felicidades, não dei parabéns, não houve chuva de arroz nem bolo de casamento.  Não sei o pq não houve nada disso.  
Entre o que vivi na primeira vez que sai de casa e o que vivi agora que minha primeira filha saiu de casa, sinto que ficou faltando algo.  Das duas vezes.  Faltou minha mãe me dizer como seria.  Faltou eu te dizer como será!  Então eu me sinto obrigada a te contar o que vc viverá daqui pra frente!
Tudo será colorido como as flores.  Mas as flores murcham e secam.  Mesmo secas, continuam perfumadas.  Assim será sua vida!  O colorido dará lugar ao sépia, cor amarelada que permeará suas lembranças dos primeiros dias!  Sépia é tão bonito quanto o colorido.  E muitas vezes é até mais!  
Essa sensação de liberdade muitas vezes vc não vai saber o que fazer com ela!  Chega uma hora que vc cansa de poder escolher e decidir.  Vc vai querer tudo pronto sem precisar decidir se vai pela direita ou pela esquerda, pq já aprendeu que toda decisão tem uma consequência e a única coisa que vc vai querer é poder olhar pra alguém e dizer: "eu não escolhi isso!"  Mas não vai poder, pq foi exatamente vc que escolheu.  Você logo descobrirá que a liberdade não é nada mais do que uma ilusão que te deixa cada vez mais presa!  Isso ninguém nunca tinha me contado...
Logo você vai ver que fazer ou não fazer comida todos os dias é muito chato.  Que cuidar da casa ou não cuidar é muito chato.  Que trabalhar ou não trabalhar é muito chato.  Que crescer é muito chato!  Mas tbm vai saber que ninguém escapa dessa vida chata e que ser chato faz parte.  Que é chato um dia e outro é legal.  É chato uma semana e outra é legal.
Logo vc vai descobrir que chulé, mal hálito matinal, cheiro de suor de um dia inteiro de trabalho, cheiro de banheiro usado, mal humor, cueca suja não é nada romântico.  Mas faz parte da vida! 
Logo você vai perceber que o mais queria era que alguém mandasse em você, mas vai ver que agora quem manda é você mesma e não vai saber o que fazer com tanta coisa pra si mesma!
Vai chegar um dia que o que você mais vai querer é que seu marido haja como o seu pai, mas ao mesmo tempo vai ter a maior raiva quando ele agir como o seu pai, afinal ele não é seu pai!  E você não vai entender o pq disso nunca!  Mas vai pensar "como era bom quando eu era criança!".
Os dias vão passar.  E cada vez que nós nos encontrarmos você verá cabelos brancos que não tínhamos, rugas novas em nossos rostos, centímetros a mais nos seus irmãos e pareceremos quase estranhos para você.  Você perceberá nosso envelhecimento como nunca percebeu antes!  E se perguntará inúmeras vezes se é o tempo passando rápido de mais...
A vida não é fácil quando a gente sai de casa.  Em casa é o único lugar no mundo que estamos seguros.  Mas todos precisamos sair de casa um dia.  Nascemos para sair de casa um dia.  O filhote humano é o mamífero que mais demora para se afastar dos pais, e mesmo assim é o que se afasta mais despreparado.
Lu, a vida não é fácil, mas se fosse fácil, não teria a menor graça!
Nunca deixe se abater pelas dificuldades, sejam elas quais forem.  Nunca deixe de tomar as suas decisões na vida.  É uma vida a dois, mas cada um vive sua vida.  Não viva a vida do seu marido e nunca o deixe viver a sua vida!  Isso vai fazer com que vocês sejam mais unidos!  Decida por você e peça a opinião dele.  O incentive a fazer o mesmo!  Não se afaste da sua família, dos seus parentes.  São eles que nunca te abandonarão na vida.  
Enfim, limpe a casa, mas não muito!  
Lave a louça, mas não tudo!
Cuide das roupas, mas nunca de todas!
Cuide da saúde, mas não seja neurótica!
Tenha filhos, vale a pena!
E seja feliz, pq a vida pede!

0 comentários: